Visualizar Artigo

A difícil arte de escolher a carreira quando nem sequer nos conhecemos!

Terça, 28 Março 2017
Artigo
Tânia Michelena
Tamanho da Fonte

Atualmente tenho recebido muitos emails de pessoas que questionam se ainda querem continuar na carreira que escolheram no início de suas vidas profissionais.

Ok, normal. Questionamentos são normais e saudáveis, mudanças também. Afinal nem somos mais os mesmos de dez anos atrás, mudamos os gostos, as vontades, as metas, os desejos, as prioridades, as crenças...

 Mas hoje meu texto se direciona aos pais , adolescentes e jovens adultos (entre 16 e 18 anos) que estão começando a escolha de suas carreiras profissionais.

Vamos nos imaginar com 18 anos, no início de nossas vidas profissionais, não sabemos muito da vida , o que dirá da vida profissional que é muito diferente da teoria que aprendemos na faculdade e muito diferente também do que ouvimos falar.

Com 18 anos a gente se conhece pouco, até porque, estamos aprendendo, somos ainda muito novos. A vida profissional escolhida nessa idade marcará para sempre o resto de nossas vidas.

A vida em uma faculdade dura cerca de 5 anos se você fizer todas as cadeiras, muita gente leva mais tempo. Não temos tempo para fazer duas faculdades e ainda vivenciarmos vida profissional. Tempo até temos,mas essas más escolhas dispendem dinheiro além de tempo.

Dá para minimizar esses problemas: procure um coach de carreira e  descubra qual perfil você tem. É mais comunicativo? Gosta de trabalhar com pessoas? Tem um perfil empreendedor? És mais cauteloso?

Enfim, se conheça, conheça sua história para que possa direcionar melhor seu caminho.

Não escolha algo porque dá dinheiro ou porque é legal e dá status.

A realidade as vezes é bem diferente da teoria.

Pesquise sobre a profissão que vais escolher.

Jovens podem ser muito impulsivos, sofrer pressão dos pais para escolhas que eles gostariam de ter feito.

Em um processo de coaching tudo isso se desvenda.

E lembre-se que tudo pode mudar, não é porque escolheste uma profissão que deves ficar preso nela para o resto da vida, as limitações estão apenas dentro de nós.

Pais: proporcionem aos seus filhos liberdade de escolha!

Jovens: Busquem informações sobre quem são vocês, que perfil vocês tem, onde esse perfil se encaxaria melhor, onde seriam mais felizes com determinados valores que são desvendados em um processo de auto-conhecimento.

Invistam agora para não sofrer depois.

Auto conhecimento sempre é libertador.

Gostou? Compartilhe este artigo!

 Comentários
 Artigos em Destaques
  • Quarta, 31 Julho 2019

    Celebramos os discursos mais poderosos proferidos por grandes mulheres que nos inspiraram ao longo dos anos – e mudamos nosso mundo para melhor.

  • Quinta, 18 Agosto 2016

    Você é daquelas pessoas que senta no computador determinado a terminar (ou começar) aquele relatório importante para seu chefe e depois de cinco minutos já está indo checar o Facebook ou o email? Se identificou com o perfil? Veja como combater isso.

  • Quinta, 21 Julho 2016

    Pensando no velho e no novo. Dentre tantos artigos que escrevo, talvez este tenha sido o único que me fez pensar muito no velho e no novo, até mesmo no escritório da Educar e Transformar, no porquê nos comportamos de forma tão entranha no mercado de trabalho, diferente muitas vezes do nosso comportamento na vida particular, inclusive diferente de tudo que pregamos como RH, gestores e como seres humanos, infelizmente.

  • Segunda, 19 Janeiro 2015

    Você está procurando emprego? E enquanto faz isto, fica postando em redes sociais? Muito cuidado: uma coisa pode atrapalhar a outra. As redes sociais tem sido usadas para obter percepções sobre quem você é fora da sala de entrevistas, e dependendo do tipo de postagem que você faz, isto pode significar sua exclusão do processo seletivo.