Visualizar Artigo

Conheça a profissão: Geólogo

Segunda, 29 Maio 2017
Profissões
Tamanho da Fonte

O geólogo ou engenheiro geológico estuda a origem, a estrutura, a composição e as transformações da crosta terrestre. Esse bacharel investiga a ação das forças naturais sobre o planeta e seus efeitos, como a erosão e a desertificação. Analisa fósseis e minerais e a topografa dos terrenos. Localiza e acompanha a exploração de jazidas de minério, depósitos subterrâneos de água e reservas de petróleo, carvão mineral e gás natural. Todas as grandes obras de infraestrutura – hidrelétricas, barragens, linhas de metrô, túneis, pontes e viadutos – exigem a atuação de um engenheiro geológico para fazer a análise do solo e das rochas e elaborar o estudo de impacto ambiental. O registro profissional no Conselho regional de Arquitetura e Agronomia (Crea) é obrigatório.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GEOLOGIA E GEOFÍSICA?

A Geologia estuda a estrutura e a composição química da Terra, e sua evolução ao longo do tempo, com ênfase no estudo de rochas e minerais. Já a Geofísica tem foco na estrutura da Terra e do subsolo, mas usa métodos de prospecção indiretos, baseados no comportamento de ondas e/ou do campo eletromagnético, por exemplo. O mercado de trabalho dos dois bacharéis é o mesmo (exploração de petróleo, geologia ambiental, mineração), mas eles se ocupam de tarefas distintas, ainda que inter-relacionadas.

O que você pode fazer

Engenharia geológica: Fazer o levantamento geológico e geotécnico de áreas para a construção de represas, túneis e estradas. Estudar a recuperação de áreas degradadas pela mineração.

Geofísica: Pesquisar os fenômenos elétricos, térmicos, magnéticos, gravitacionais ou sísmicos do planeta.

Geologia ambiental: Planejar a ocupação de territórios e avaliar o risco geológico (erosões, enchentes e deslizamentos) incidente sobre essas regiões. Recuperar solos contaminados.

Geologia forense: Aplicar técnicas de geologia para elucidação de crimes.

Geologia do petróleo: Localizar e explorar reservas petrolíferas e de gás natural, dentro da área de recursos energéticos.

Hidrogeologia: Descobrir depósitos de água subterrâneos e planejar sua exploração de forma a garantir a pureza das águas.

Mineralogia: Estudar minerais e gemas, descrevendo e quantificando suas propriedades para uso industrial ou em joias.

Paleontologia: Localizar sítios que guardam fósseis, de modo a proteger o patrimônio paleontológico nacional.

Mercado de Trabalho

Empresas que atuam em áreas ligadas ao meio ambiente, à mineração, à exploração de petróleo e gás e aos recursos hídricos são as que mais requisitam geólogos. Há boas chances também em consultorias, onde os geólogos são contratados para atender demandas como fazer o levantamento geológico de uma área, realizar um estudo de solo para verificar os riscos de enchentes e deslizamentos ou ainda localizar uma reserva de gás natural. Esse profissional também atua em agências reguladoras e órgãos do governo, como Agência Nacional do Petróleo (ANP), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Agência Nacional de Águas (ANA), Serviço Geológico do Brasil, Embrapa e Ibama, entre outros. As oportunidades no setor ambiental distribuem-se por todo o território nacional, com maior procura na Região Sudeste, enquanto o mercado de petróleo se concentra especialmente no Rio de Janeiro, mas a Petrobras também está presente em cidades como Vitória (ES), Aracaju (SE), Natal (RN) e Santos (SP). “É importante ressaltar que o geólogo normalmente não tem uma posição geográfica fixa, especialmente no início da carreira. Ele pode atuar em várias regiões do Brasil e até no exterior. Esta é uma tradição na carreira: viajar a trabalho e conhecer diferentes regiões do país e do mundo”, conta Wanilson Luiz Silva, professor do Instituto de Geociências da Unicamp.

Curso

O bacharelado começa com matérias básicas, como química, matemática, física e biologia, mas já no primeiro ano o aluno tem atividades de campo para se familiarizar com os conteúdos próprios da Geologia. Em seguida, entram no currículo algumas disciplinas específicas, como petrografia (descrição e análise de rochas), sedimentologia e paleontologia. A partir do terceiro ano, a ênfase é dada à formação profissional, com aulas de geologia econômica, sensoriamento remoto, tratamento de minérios e geologia urbana, entre outras. Parte considerável da formação do aluno ocorre em aulas práticas extraclasse. Nos trabalhos de campo, o estudante faz mapeamentos e coleta material que será mais tarde analisado em laboratório. No último ano, um trabalho de conclusão de curso, que pode ser feito em campo ou em uma empresa, de acordo com o tema escolhido, e a realização de estágio são obrigatórios. Na UFPel (RS) e na Ufop (MG), o curso é denominado Engenharia Geológica.

Duração média do curso: 5 anos.

Fonte: http://guiadoestudante.abril.com.br

Gostou? Compartilhe este artigo!

 Comentários
 Artigos em Destaques
  • Quarta, 31 Julho 2019

    Celebramos os discursos mais poderosos proferidos por grandes mulheres que nos inspiraram ao longo dos anos – e mudamos nosso mundo para melhor.

  • Quinta, 18 Agosto 2016

    Você é daquelas pessoas que senta no computador determinado a terminar (ou começar) aquele relatório importante para seu chefe e depois de cinco minutos já está indo checar o Facebook ou o email? Se identificou com o perfil? Veja como combater isso.

  • Quinta, 21 Julho 2016

    Pensando no velho e no novo. Dentre tantos artigos que escrevo, talvez este tenha sido o único que me fez pensar muito no velho e no novo, até mesmo no escritório da Educar e Transformar, no porquê nos comportamos de forma tão entranha no mercado de trabalho, diferente muitas vezes do nosso comportamento na vida particular, inclusive diferente de tudo que pregamos como RH, gestores e como seres humanos, infelizmente.

  • Segunda, 19 Janeiro 2015

    Você está procurando emprego? E enquanto faz isto, fica postando em redes sociais? Muito cuidado: uma coisa pode atrapalhar a outra. As redes sociais tem sido usadas para obter percepções sobre quem você é fora da sala de entrevistas, e dependendo do tipo de postagem que você faz, isto pode significar sua exclusão do processo seletivo.